Muita gente não percebe, mas várias canções internacionais de esperança ou consolo têm inspiração na fé cristã

Muita gente não nota por serem cantadas em inglês, mas muitoas músicas mundialmente famosas contém em seus versos passagens bíblicas. Às vezes elas aparecem de forma literal e em outras ocasiões de modo implícito. Separamos a seguir 10 canções com essa característica:

 

1) “40”, do U2

Os irlandeses da banda U2 cantam uma variedade de músicas inspiradas na Bíblia. Em “40”, que está no álbum War, de 1983, Bono Vox literalmente abriu a Bíblia e de lá retirou esta canção. Eles já estavam com a gravação do álbum atrasada em uma semana e precisavam de uma última letra para completar a lista. Foi quando Bono pegou o Salmo 40 e fez algumas modificações. Em menos de uma hora a música estava pronta, tendo usado 10 minutos para escrevê-la, 10 para gravar, 10 para mixar e outros 10 para fazer a mixagem e re-escutar. Na década de 80 esta foi a música escolhida pela banda para fechar a maioria de seus shows.

 

 

2) “He turned the water into wine”, de Johnny Cash

Em uma apresentação na prisão de San Quentin, Cash explicou que essa canção havia sido escrita em uma turnê que ele fez por Israel, juntamente com sua esposa June Carter, em 1968. Naquela viagem eles foram até Caná e passaram em uma pequena igreja com uma cisterna com água. Aquele era o lugar onde Jesus transformou água em vinho, como descrito no livro de João 2.1-11. Cash contou então àqueles prisioneiros que o barulho da água e o sentimento bom por estar naquele lugar o inspiraram como raramente acontecia. Na volta para a cidade de Tiberíades ele compôs “He Turned the Water into Wine”.

 

 

3) “Where you lead”, de Carole King

A música foi inspirada no livro de Rute, onde é contada a história de Rute que, mesmo após a morte do marido, decidiu permanecer ao lado da sogra Noemi. No capítulo 1, versículo 16, Rute diz: “Não insistas comigo que te deixe e que não mais te acompanhe. Aonde fores irei, onde ficares ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus!” E é possível encontrar entre os versos da música de Carole a citação. A música ficou bastante conhecida também, quando se tornou o tema da série Gilmore Girls, que conta sobre o relacionamento entre mãe e filha, inseparáveis.

 

 

 

4) “Be still”, de Kelly Clarkson

Embora a música seja do terceiro álbum de Kelli, ela é um reflexo da turnê que a cantora fez quando lançou seu segundo álbum. Para escrever “Be still” ela se inspirou em um de seus versículos bíblicos preferidos que diz: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus”, e que está no Salmo 46:10. A cantora que foi vencedora de um show de talentos americano e viu sua vida se transformar em pouco tempo, percebeu que apesar de toda a confusão que é a indústria da música, é preciso ter tempo para refletir e apreciar a vida.

 

 

5) “The Prophet’s Song”, do Queen

A letra escrita por Brian May, guitarrista da banda, faz referência aos versículos bíblicos sobre a Arca de Noé. Ele compôs a música nos anos 70 após sonhar com uma grande inundação. Entre os versos de “The Prophet’s Song” pode-se encontrar, por exemplo, referências à pomba branca, que foi o pássaro que Noé liberou para ver se as águas haviam baixado e que retornou sete dias mais tarde com um ramo de oliveira no bico.

 

 

6) “Turn, turn, turn”, do The Byrds

A música, que foi um hit da banda em 1965, é baseada no capítulo três do livro de Eclesiastes, onde o rei Salomão contempla o sentido da vida. É possível ouvir os versos “Um tempo para nascer, um tempo para morrer; Um tempo para plantar, um tempo para colher; Um tempo para matar, um tempo para curar; Um tempo para rir, um tempo para chorar”. O compositor da canção, o baixista da banda Chris Hillman, contou em entrevistas que a letra era para ser uma ironia. Anos mais tarde ele se converteu ao cristianismo.

 

 

7) “His hand in mine”, de Elvis Presley

Título do sétimo álbum de estúdio de Elvis Presley, “His hand in mine” foi inspirada no Salmo 23. Aliás, todo este álbum teve inspiração na Bíblia e foi um sucesso de vendas. Seguindo a mesma receita, em 1967 o cantor lançou outro álbum do mesmo gênero, intitulado “How great thou art” e com ele conquistou seu primeiro Grammy na categoria “Best Sacred Performance”. Elvis Presley costumava viajar em turnê tendo como uma de suas companhias a Bíblia. O exemplar está exposto no Museu da Bíblia em Washington, nos Estados Unidos.

 

 

8) “The wanderer”, de U2 com Johnny Cash

Embora Bono Vox tenha escrito esta letra, ela não foi cantada primeiramente por ele. Bono Vox explicou em entrevistas que a inspiração para a composição de “The Wanderer” foi o livro de Eclesiastes, em que há uma busca constante do autor, rei Salomão, pelo sentido da vida. O rei Salomão então descobre que o sentido está no amor pelo que se faz e na aceitação das adversidades que aparecem pelo caminho. Quando Johnny Cash morreu, Bono cantou a canção em sua homenagem.

 

 

9) “Prodigal son”, do The Rolling Stones

Claramente inspirada na Parábola do Filho Pródigo, que está em Lucas 15.11-32, a canção original tinha outro nome. Escrita pelo reverendo Robert Wilkins, a letra foi encontrada por Keith Richards, guitarrista da banda e grande amante do gênero blues, que a apresentou aos amigos. A música entrou no disco Beggar’s Banquet, de 1968.

 

 

10) “Joseph, better you than me”, do The Killers

Ela foi escrita pelo vocalista da banda, Brandon Flowers, tendo como colaboradores Elton John e Neil Tennant, vocalista do Pet Shop Boys. De acordo com Brandon Flowers, a letra faz referência a José, pai de Jesus, que muitas vezes é deixado em segundo plano mesmo tendo grande importância na história. Em uma entrevista, certa vez, Flowers contou que ouviu sobre José na igreja e parou para imaginar como deveria ter sido difícil para ele a tarefa de criar o filho de Deus, junto com Maria. Lançada em 2008, todos os rendimentos da canção foram doados a uma organização que luta contra a AIDS.

 

Fonte: https://www.semprefamilia.com.br

 

Tenha aulas de guitarra especialmente sobre o Queen com Marcelo Facundo. As aulas podem ser presenciais ou via Skype.

E em breve sortearemos 1 mês Grátis do curso!!

 

Agradecimentos a: Marcelo Facundo

Twitter oficial de Bohemian Rhapsody acaba de divulgar quatro novos pôsteres que mostram os membros do Queen entre as letras de músicas como “We Will Rock You“, “Somebody to Love“, “We Are The Champions” e, claro, a música que dá título ao filme.

Confira na galeria abaixo:

Bohemian Rhapsody vai contar a história do Queen, da formação da banda até os seis anos que antecederam a morte de Mercury, em 1991.

O elenco inclui Rami Malek (Freddie Mercury), Gwilym Lee (Brian May), Ben Hardy (Roger Taylor), Joe Mazzello (John Deacon) e  Lucy Boynton (Mary Austin).

 

Fonte: https://jovemnerd.com.br

 

O ator Rami Malek falou sobre a pressão que sentiu ao desempenhar o papel de Freddie Mercury em “Bohemian Rhapsody”, filme sobre o Queen que chega às salas de cinema dia 1 de novembro.

Em entrevista ao New York Times, Malek disse: “sei bem que isto podia ser muito ruim para a minha carreira se corresse mal. Por que razão ria querer alterar a percepção que as pessoas tem do seu herói?”.

Na mesma entrevista, o ator diz que se preparou para o papel estudando também os artistas que mais influenciaram Mercury: Jimi Hendrix, David Bowie e Liza Minnelli no filme “Cabaret”. “Quase foi mais útil, às vezes, observar a Liza do que o Freddie. Era ali que encontrava a inspiração e origem dos movimentos que ele fazia”.

 

Fonte: https://blitz.sapo.pt

 

A Atroz Rock Band realizará um Tributo ao Queen, no 4° Moto Campos em Campos dos Goytacazes, que ocorrerá nos dias 21, 22 e 23 de setembro, no Sambódromo da cidade (CEPOP).

A Atroz se apresentará no dia 23 (domingo) encerrando o evento com chave de ouro.

A banda tocará sucessos do como Dont Stop Me Now, Who Wants to Live Forever e Bohemian Rhapsody, essa com o coro ao vivo!

Curta a página oficial da banda no Facebook:   www.facebook.com/atrozrockband

No Vídeo a banda faz um convite especial para você!

Agradecimentos a: Marcos Andre Gomes

A banda Queen Extravaganza, tributo oficial ao Queen produzido por Roger Taylor e Brian May, iniciou nesta semana turnê inédita nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido com Alirio Netto juntando-se como o vocalista principal desta nova empreitada. Recentemente, foi divulgado um vídeo onde Brian May e Roger Taylor assistiram a banda no ensaio e na sequência o guitarrista fala em um vídeo sobre a performance dos músicos.

Alirio Netto é uma das vozes do Rock mais reconhecidas no Brasil. Seja no palco ou no estúdio, sua voz poderosa e sua incrível variedade impressionaram Roger e Brian quando ele estrelou como Galilleo na produção brasileira de We Will Rock You em 2016. O Queen Extravaganzaconta em sua formação o baterista Tyler Warren, o baixista François-Olivier Doyon, o guitarrista Nick Radcliffe e o tecladista Darren Reeves.

O vocalista é um dos grandes nomes do Rock e Metal do Brasil com participações nos grandes programas da TV brasileira como Altas Horas, The Noite, Jô Soares, Faustão, entre outros, além de já ter se apresentado no Rock in Rio com a banda Age of Artemis. Recentemente, o músico fez uma turnê solo com a Noturnall e James Labrie (Dream Theater) que culminou com a gravação de um DVD com participação da banda Angra e de Livia Dabarian, ainda sem data de lançamento prevista.

O primeiro contato de Alírio Netto com o Queen aconteceu em dezembro de 2017. Após algumas reuniões, o vocalista foi anunciado pelo site oficial do Queen no começo de 2018. Em comunicado oficial, Roger Taylor disse estar super feliz com o brasileiro.

Roger Taylor comenta: “Alirio não é apenas um cantor superlativo, ele também é um grande showman que vai entregar nossas músicas com um tremendo talento”.

No currículo de Alírio Netto em musicais, o ator realizou o papel de Jesus na produção mexicana de “Jesus Cristo Superstar” e de Judas na produção brasileira do mesmo musical pelo qual foi escolhido pelo jornal O Estado de São Paulo como Melhor Ator de Musicais de 2014. Além disso, Alírio Netto e sua esposa Livia Dabarian tiveram a grande honra e oportunidade de protagonizar a versão brasileira do musical “We Will Rock You”, musical do Queen, no papel de Galileo e Scaramouche. Alírio já gravou álbuns com as bandas Khallice e Age of Artemis com quem tocou inclusive no Rock in Rio e seu primeiro CD solo “João de Deus”. Recentemente, o músico lançou os videoclipes para as músicas “Back to the Light e “De Sol a Sol”.

Confira as datas da turnê mundial do Queen Extravaganza:

QUEX 2018 North American Tour

06/09 | Cidade: Sacramento, CA – Ace of Spades – EUA
07/09 | Cidade: Riverside, CA – Fox PAC – EUA
08/09 | Cidade: Los Angeles, CA – Wiltern – EUA
11/09 | Cidade: Houston, TX – House of Blues – EUA
12/09 | Cidade: Dallas, TX – House of Blues – EUA
14/09 | Cidade: Louisville, KY – The Palace – EUA
15/09 | Cidade: Detroit, MI – St Andrews – EUA
16/09 | Cidade: Grand Rapids, MI – 20 Monroe Live – EUA
18/09 | Cidade: Chicago, IL – House of Blues – EUA
19/09 | Cidade: Madison, WI – Orpheum Theater – EUA
20/09 | Cidade: Carmel, IN – Palladium PAC – EUA
22/09 | Cidade: Atlantic City, NJ – Harrah’s – EUA
23/09 | Cidade: Norfolk, VA – Norva Theater – EUA
24/09 | Cidade: Red Bank, NJ – Count Basie Theatre – EUA
25/09 | Cidade: Port Chester, NY – Capitol Theatre – EUA
26/09 | Cidade: Bethlehem, PA – Sands Event Center – EUA
28/09 | Cidade: Westbury, NY – Theatre at Westbury – EUA
29/09 | Cidade: Wallingford, CT – Toyota Presents Oakdale – EUA
30/09 | Cidade: Montclair, NJ – The Wellmont – EUA
03/10 | Cidade: Halifax, NS – Rebecca Cohn Auditorium – Canadá
04/10 | Cidade: Moncton, NB – Casino New Brunswick – Canadá
06/10 | Cidade: Montreal, QC – MTELUS – Canadá
09/10 | Cidade: Ottawa, ONT – Centrepointe Theatre – Canadá
11/10 | Cidade: Kitchener, ONT – Centre In The Square – Canadá
12/10 | Cidade: Toronto, ONT – Danforth Music Hall – Canadá
13/10 | Cidade: Hamilton, ONT – FirstOntario Hall – Canadá
16/10 | Cidade: Winnipeg, MAN – Burton Cummings Theatre – Canadá
18/10 | Cidade: Calgary, ALB – Grey Eagle Event Centre – Canadá
19/10 | Cidade: Edmonton, ALB – Winspear Centre – Canadá
21/10 | Cidade: Surrey, BC – Bell PAC – Canadá

QuEx 2018 UK Tour

25/10 | Cidade: Dublin – Olympia Theatre – Irlanda
26/10 | Cidade: Belfast – Waterfront – Irlanda
28/10 | Cidade: Hull – Hull Venue – Inglaterra
29/10 | Cidade: Middlesborough – Middlesborough Town Hall – Inglaterra
30/10 | Cidade: Edinburgh – Usher Hall – Escócia
01/11 | Cidade: Glasgow – Armadillo – Escócia
02/11 | Cidade: York – Barbican – Reino Unido
03/11 | Cidade: Newcastle – City Hall – Inglaterra
05/11 | Cidade: Liverpool – Philharmonic – Inglaterra
06/11 | Cidade: Manchester – O2 Apollo – Inglaterra
07/11 | Cidade: Cardiff – St David’s Hall – País de Gales
09/11 | Cidade: Bath – Forum – Inglaterra
10/11 | Cidade: Plymouth – Pavilions – Inglaterra
12/11 | Cidade: Bournemouth – Pavilion Theatre – Inglaterra
13/11 | Cidade: Southend – Cliffs Pavilion – Inglaterra
15/11 | Cidade: Portsmouth – Guildhall – Inglaterra
16/11 | Cidade: Guildford – G-Live – Inglaterra
17/11 | Cidade: Cambridge – Corn Exchange – Inglaterra
19/11 | Cidade: Birmingham – Symphony Hall – Inglaterra
21/11 | Cidade: Leicester – De Montfort Hall – Inglaterra
22/11 | Cidade: Londres – Eventim Apollo – Inglaterra

 

Fonte: https://whiplash.net

 

Ator que encarna Mercury em “Bohemian Rhapsody” garante que o filme não tenta esconder a bissexualidade do falecido líder do Queen

Rami Malek, ator que encarna Freddie Mercury no filme sobre o Queen, “Bohemian Rhapsody”, respondeu às críticas feitas pelo argumentista e produtor norte-americano Bryan Fuller, que apontou o fato de o trailer tentar esconder a identidade bissexual do falecido líder da banda britânica e o fato do HIV ter levado à sua morte.

“É uma pena que as pessoas façam estas observações depois de verem um teaser de um minuto no qual só querem ver a música”, disse Malek em entrevista à revista Attitude, “primeiro de tudo, deixem-me dizer que não penso que o filme evite abordar a sexualidade dele ou a sua doença, que obviamente era HIV. Não sei como seria possível evitar qualquer uma dessas coisas e duvido sequer que alguém o quisesse. É um pouco absurdo julgarem o filme com base num trailer de um minuto”.

No tweet que partilhou verbalizando as críticas ao trailer do filme, Fuller escreveu: “se não tivessem problemas com a sua bissexualidade teriam indicado [no trailer] que ele era bissexual. Mostrá-lo em situação romântica com uma mulher, mas não com um homem (3 frames não contam) não é uma celebração da sua identidade bissexual. É escondê-la”.

Sobre a forma como o filme aborda a fase final da batalha de Mercury com o HIV, o ator diz: “o filme precisava abordar isso de forma delicada. Não  se pode evitar falar disso. Era um momento importante do filme, um em que a última instância é muito triste mas também passa uma mensagem de coragem. Mostra-nos o quão resistentes os seres humanos podem ser e o quanto nos apoiamos na força dos nossos amigos e família para ultrapassar tempos complicados. Esta pandemia ainda é uma ameaça terrível para muitas pessoas no mundo. É uma realidade para muita gente e seria uma vergonha não falar sobre ela”.

“Bohemian Rhapsody” estreia nas salas de cinema portuguesas no dia 1 de novembro.

 

Fonte: https://blitz.sapo.pt

 

Ator norte-americano desempenha o papel de Freddie Mercury no filme e diz que fica mais feliz com a “aprovação” dos outros membros da banda do que com uma nomeação para o Oscar

Rami Malek, ator norte-americano que desempenha o papel de Freddie Mercury no filme sobre o Queen, “Bohemian Rhapsody”, confessou em entrevista ao apresentador Jimmy Kimmel que guardou uma recordação inusitada depois de terminadas as filmagens: a dentadura falsa que utilizou para ficar mais parecido com o falecido líder da banda britânica.

“Tenho os dentes agora. Tenho-os guardados e vou guardá-los para sempre”, disse o ator, revelando depois que os mantém numa gaveta. Na mesma entrevista, que teve lugar no talk show do apresentador americano, Malek falou ainda sobre a possibilidade de vir a ser nomeado e ganhar um Oscar pelo seu desempenho em “Bohemian Rhapsody”.

“A maior honra que poderia receber por desempenhar o papel de alguém como o Freddie Mercury é receber a aceitação dos seus lendários colegas de banda, Brian May e Roger Taylor”, começa por defender o ator, “um Oscar é uma coisa grande. Sem dúvida. Não vou mentir e dizer que não consideraria isso um feito gigantesco”. Veja abaixo o trailer do filme, que estreia nas salas de cinema portuguesas a 1 de novembro.

Fonte: https://blitz.sapo.pt

 

 

O ator Hugo Bonemer foi escolhido para dublar Rami Malek (Freddie Mercury) no filme Bohemian Rhapsody no Brasil. Hugo aos 31 anos tem uma longa carreira no teatro, incluindo musicais como: Hair, Rock in Rio, Yank! e Ayrton Senna, interpretando um dos maiores pilotos da Formula 1.

Em entrevista ao blog Sala de TV, Bonemer revelou como foi feita a escolha e qual foi sua reação:

Você é fã de Freddie e da banda Queen? 

Sou muito fã. Escuto Queenem casa há anos! A música que eu mais amo é Somebody to Love.

Como foi o convite para dublar Freddie? 

Fiz um teste no estúdio Delart com o diretor Hercules Franco e a produtora da FOX Films Vera Bonafé. Os produtores americanos aprovaram. Eles acham que minha voz falada é similar à voz cantada do Freddie.

O fato de você falar abertamente de sua homossexualidade influenciou na escolha para a dublagem?

Acredito que, nesse caso, não tenha influência. Mas acho a coincidência linda. Vou fazer um trabalho com muito respeito e carinho por uma pessoa que todos nós amamos tanto.

Como avalia a atuação de Rami Malek como Freddie Mercury?

O Rami Malek está incrível. A transformação dele é assustadora.

O filme passa qual mensagem? 

O longa fala da construção da identidade do Freddie, e tem um segredo que eu chorei muito ao descobrir, porque é muito lindo, eu não vou contar para não estragar, mas tem a ver com amizade.

(Os dubladores do restante do elenco ainda não foi divulgado em fonte segura, porém baseado em dublagens anteriores dos atores, temos alguns nomes especulados, mas não da para afirmar ainda pois acreditamos que há possibilidade de terem procurado dubladores com vozes que conseguiriam chegar o mais próximo possível dos personagens, como aconteceu com Freddie Mercury.)

Possíveis dubladores:

Joe Mazzello (John Deacon): Rodrigo Antas / Erick Bougleux
Ben Hardy (Roger Taylor): Thadeu Matos
Gwilym Lee (Brian May): Philippe Maia
Lucy Boynton (Mary Austin): Pamella Rodrigues

Aguardamos informações oficiais sobre a dublagem brasileira do filme.

Lembrando que o filme chega aos cinemas brasileiros no dia 1º de Novembro.

God save the QUEEN!

 

Fonte: Blog Sala de TV (Terra)

 

O Queen divulgou recentemente que seria lançado um CD exclusivo com a trilha sonora do filme Bohemian Rhapsody, a data de lançamento será dia 19 de Outubro deste ano. Hoje acaba de ser lançada uma versão limitada do mesmo disco, mas com ítens diferenciados.

A edição limitada para colecionadores vem com capa alternativa e pôster. Disponível apenas na loja oficial do Queen, custando £10.99 (equivalente a R$60,16).

O disco contém 22 faixas, são elas:

1 20th Century Fox Theme Tune (Performed by Brian May) PREVIOUSLY UNRELEASED
2 Somebody To Love
3 Doing All Right (2018 Smile Version) PREVIOUSLY UNRELEASED
4 Keep Yourself Alive (Live at the Rainbow, March 1974)
5 Killer Queen
6 Fat Bottomed Girls (Live in Paris 1979) PREVIOUSLY UNRELEASED
7 Bohemian Rhapsody
8 Now I’m Here (Live at the Hammersmith Odeon, 1975)
9 Crazy Little Thing Called Love
10 Love Of My Life (Live In Rio, 1985) PREVIOUSLY UNRELEASED AS AUDIO ONLY
11 We Will Rock You (Studio/Live Movie Version) PREVIOUSLY UNRELEASED
12 Another One Bites The Dust
13 I Want To Break Free
14 Under Pressure
15 Who Wants To Live Forever
16 Bohemian Rhapsody (Live Aid 1985) PREVIOUSLY UNRELEASED AS AUDIO ONLY
17 Radio Ga Ga (Live Aid 1985) PREVIOUSLY UNRELEASED AS AUDIO ONLY
18 Ay-Oh (Live Aid 1985) PREVIOUSLY UNRELEASED AS AUDIO ONLY
19 Hammer To Fall (Live Aid 1985) PREVIOUSLY UNRELEASED AS AUDIO ONLY
20 We Are The Champions (Live Aid 1985) PREVIOUSLY UNRELEASED AS AUDIO ONLY
21 Don’t Stop Me Now (2018 Movie Version) PREVIOUSLY UNRELEASED
22 The Show Must Go On

Você pode adquirir no site: https://www.queenonlinestore.com/*/*/Bohemian-Rhapsody-OST-Exclusive-Store-Version/5XOL0000000

Imagens: 

O filme Bohemian Rhapsody estreia dia 1º de Novembro no Brasil

God save the QUEEN! 

A dupla juntou-se ao Foo Fighters durante um concerto no Canadá

De volta aos palcos após a perda da voz de Dave Grohl, o Foo Fighters voltaram também aos momentos inesquecíveis com os fãs.

Durante um show em Vancouver, no Canadá, a banda chamou ao palco a jovem Maddy Duncan e a sua mãe, que estavam no público com um cartaz onde pediam um dueto.

O pedido foi aceite e mãe e filha juntaram-se ao Foo Fighters para interpretar ‘Under Pressure’.

 

Fonte: https://blitz.sapo.pt

 

 

 

O filme biográfico do Queen que tem sua estreia mundial oficialmente marcada para o dia 2 de Novembro, terá uma pré-estreia na The SSE Arena, Wembley (não no estádio, mas sim na arena de eventos do Wembley) no dia 23 de Outubro, como divulgou a Twentieth Century Fox e Regency Enterprises.

Convidados e fãs serão recebidos (cerca de 6.500 pessoas) na premiere no icônico local para celebrar o tão aguardado lançamento do Bohemian Rhapsody, andando pelo tapete vermelho ao lado de estrelas do filme Rami Malek, Lucy Boynton, Gwilym Lee, Ben Hardy, Joe Mazzello, Allen Leech, Aidan Gillen, Mike Myers e os produtores Graham King e Jim Beach. Juntando-se ao elenco no tapete vermelho estarão as lendas Queen Brian May e Roger Taylor. A Twentieth Century Fox e a Regency Enterprises têm o prazer de anunciar que a pré-estreia beneficiará a Mercury Phoenix Trust, organização fundada em nome do Freddie que apóia iniciativas de HIV / AIDS globalmente. 

Chris Green, diretor executivo da Twentieth Century Fox UK, comentou: “Estamos muito felizes de estar na The SSE Arena, Wembley, dando aos fãs do Queen a chance de compartilhar o que será um evento fantástico. O local é perfeito para mostrar as performances do filme.”

Os ingressos estarão à venda para o público em geral na quarta-feira (12), às 9h (horário de Londres), através da ssearena.co.uk, após uma pré-venda exclusiva para a Queenonline.com e para o fã-clube oficial do Queen Fan Club, a partir das 9h de hoje. Todos os ingressos comprados serão limitados a um máximo de 6 por pessoa, e o nome do responsável pela reserva será impresso em cada ingresso – o responsável será solicitado a apresentar um documento de identidade com foto correspondente no local para entrar. Os ingressos são estritamente intransferíveis, exceto através da Twickets, o parceiro autorizado de troca de fã para fã. Os ingressos podem ser comprados aqui Twickets.liv

Lembrando que no Brasil o filme terá sua estreia no dia 1º de Novembro.

 

FONTE: Queen Online

A 20th Century Fox divulgou um novo trailer de Bohemian Rhapsody focado na construção da música do Queen que dá nome ao filme.

No vídeo, Freddie Mercury (Rami Malek) não se contenta com os backing vocals de Roger Taylor (Ben Hardy ) e exige que o baterista se esforce para atingir um tom de voz mais alto, alcançando a perfeição de uma das canções mais icônicas da banda — e da história do rock, no geral. Assista abaixo:

Detentor de uma das vozes mais icônicas do rock internacional, Freddie Mercury será interpretado por Rami Malek (Mr. Robot, Until Dawn). Os atores Joseph Mazzello, Ben Hardy e Gwilym Lee completam a formação do quarteto inglês ao interpretarem o baixista John Deacon, o baterista Roger Taylor e o guitarrista Brian May, respectivamente.

Sob direção de Dexter Fletcher (Voando Alto) e roteiro de Anthony McCarten (A Teoria de Tudo), Bohemian Rhapsody chega aos cinemas brasileiros no dia 1 de novembro de 2018.

 

Fonte: https://br.ign.com

 

Álbum será lançado em 19 de outubro

“Ele não imita Freddie de nenhuma maneira,” conta o guitarrista

O vocalista de uma banda, normalmente a pessoa que assume o posto de líder, acaba se tornando a principal imagem de um grupo musical. E exemplos disso não faltam na indústria fonográfica. Mas e quando esse líder deixa o grupo? O quão desafiador seria continuar o projeto sem o seu principal nome?

Recentemente, muito é discutido sobre a morte de Chester Bennington e o futuro do Linkin Park. O grupo deve seguir em frente ou não? Um outro exemplo forte disso foi a união do cantor Adam Lambert ao grupo Queen, 20 anos após a morte de Freddie Mercury, um dos vocalistas mais respeitados da história.

O projeto, intitulado Queen + Adam Lambert, existe desde 2011, e já se apresentou na edição de 2015 do Rock in Rio.

 

“Freddie sentiria uma mistura entre amor e ódio por ele”

Em Queen in 3-D, livro lançado em 2015, May conta que seu antigo colega de banda teria inveja do potencial vocal de Lambert. Recentemente, em entrevista ao Yahoo, o guitarrista contou um pouco sobre a relação da banda com o novo frontman, e comparou os dois vocalistas.

Freddie sentiria uma mistura entre amor e ódio por ele. [A voz de Lambert] É uma voz única. Ninguém tem esse alcance, ninguém com que eu tenha trabalhado antes. Não apenas o alcance, mas também a qualidade. Estou vendo Adam se desenvolver da mesma maneira que vi Freddie se desenvolver.

May disse se impressionar cada vez mais ao tocar com Lambert, elogiando a maneira como o novo vocalista interpreta as músicas. “Às vezes eu simplesmente paro de tocar e penso ‘O que foi que ele acabou de fazer?’”, brincou.

A primeira vez em que o grupo tocou junto a Lambert foi na final da oitava temporada do programa American Idol. Adam chegou até a final com o cantor Kris Allen, e os dois foram acompanhados pela banda para cantar o clássico “We Are The Champions“. Allen acabou levando a melhor, mas não demorou muito para o Queen entrar em contato com Lambert.

O guitarrista ainda rebateu críticas feitas ao estilo de Lambert, comparando a sua postura em palco com a de Freddie.

Ele não imita Freddie de nenhuma maneira! Ele simplesmente fornece o pedaço que faltava no quebra-cabeça. É impressionante! Não estaríamos fazendo isso agora se não fosse por Adam.

Fonte: http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com

 

Queen e Adam Lambert deram início à sua residência de três semanas em Las Vegas no último sábado (01) com um setlist repleto de clássicos de toda a carreira da banda.

O show estava repleto de citações aos saudoso vocalista Freddie Mercury, que surgiu numa gigantesca projeção antes do sucesso “We Will Rock You”

E ainda sobrou tempo para os caras apresentarem aos fãs uma cover de Elvis Presley para o clássico de 1956 “Heartbreak Hotel”.

Utilize o player abaixo e curta esta incrível performance:

 

Fonte: https://www.radiorock.com.br

 

 

Clean torrent EasyMail for Gmail

EasyMail for Gmail

EasiMail for Gmail is a great way to quickly access your Gmail account when you’re outside and about. This is especially useful if you think it is not easy to make your browser more open.
Instagram for Chrome download
So sending emails to friends or colleagues is easy for SMS and UsabilityOne, the main advantage of EasyMailFor Gmail, the user interface is very similar to Gatevai. Standard Gmail. So, you do not need to learn anew system to access all major functions. This application is completely free to download and install on your current operating system. If necessary, the application can be used as the default email client. Contact documents can be sent using the keyboard and you can change the skin to customize your function () () Windows operating system center of your mobile phone. It also allows you to access yournotes, contacts and common calendars. When multiple email accounts can be supported, this system is the best choice for running a business. It also provides free storage of up to 15 gigabytes.

.

  1. EasyMail for Gmail Biscuit fast-dl Download Torrent
  2. EasyMail for Gmail Madds Download
  3. EasyMail for Gmail download torrent

Torrent vote 15 0

Get uTorrent for download uTorrent

No último dia 26 o Foo Fighters promoveu uma festa de aquecimento para o seu próprio festival, o Cal-Jam.

Por lá o grupo mudou seu nome para The Holy Shits e fez um curto show de dez canções que foi bastante especial para os fãs.

Entre as músicas estiveram sons que não costumam aparecer nos setlists do grupo, como “Wattershed”, “Weenie Beenie”, “Alone + Easy Target” e “Gimme Stitches” (tocada pela primeira vez desde 2008).

Quem também se apresentou por lá foi o Chevy Metal, grupo de covers do hard rock liderado pelo baterista Taylor Hawkins, e ele contou com a participação de Roger Taylor, baterista do Queen, durante a cover de “Under Pressure”.

 

Fonte: http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com

 

Freddie Mercury proporcionou vários momentos inesquecíveis, ao longo da sua carreira, pelo que se tornará difícil eleger os dez mais.

No entanto, foi isso mesmo que fez o website Loudwire, que escolheu os dez melhores momentos da antiga voz do Queen, falecido em 1991.

Entre esses momentos estão registos em vídeo de Freddie Mercury ainda antes de se juntar aos Queen, bem como registos dos primeiros anos de vida da banda britânica e, naturalmente, o concerto no Live Aid em 1985, que os colocou para sempre no panteão do rock.

Já para não falar de momentos mais humorísticos, como a resposta que certa vez deu a um jornalista, a sorrir: “adoro o meu trabalho, mas odeio falar com pessoas como você“…

Confira aqui dez dos momentos inesquecíveis da carreira de Freddie Mercury:

Fonte: https://blitz.sapo.pt

 

“Eu não me pareço com Freddie. Eu não soo como Freddie. Eu soo como eu”, disse o atual cantor do Queen sobre o porque ele não estava certo para o papel no cinema.”

Em uma entrevista publicada na segunda-feira no Entertainment Tonight, Lambert disse que Malek é um ator muito melhor para interpretar o papel do que ele. Lambert toca com o Queen desde 2011 e está em turnê com a banda desde 2014.

“Eu não me pareço com Freddie. Eu não soo como o Freddie. Eu soo como eu”, disse o cantor. “Rami parece incrível. Ele é um ótimo ator. Pelo que eu entendi, eles usaram partes de uma gravação de estúdio de Freddie e Marc Martel, que é um cover de Freddie Mercury, para fazer algumas coisas do vocal. Então, é realmente sobre recriar Freddie. Então não, não teria sido eu.

 

Fonte: https://www.hollywoodreporter.com