Musical


A idéia de fazer um Musical em homenagem ao Queen foi do astro Hollywoodiano Robert De Niro. O Musical – “We Will Rock You” é uma produção com visual futurista baseado em músicas da banda. “Eu acho que vai ser maravilhoso”, disse De Niro depois do vôo de Nova York para preparativos do espetáculo programado para estrear em maio em Londres. Os músicos remanescentes do Queen acreditam que o espírito de Freddie Mercury estaria sorrindo e cuidando da produção. O musical de 7.5 milhões de libras (10.7 milhões de dólares) levou seis anos para ser levado aos palcos. Tudo começou no festival de cinema de Veneza de  1996, onde uma série de curta-metragens sobre o Queen foram mostrados antes do filme “Sleepers — A Vingança Adormecida”, estrelado por De Niro. Os membros da banda Brian May e Roger Taylor conheceram o ator na festa que se seguiu e a idéia nasceu. “É o tempo que as coisas levam”, disse De Niro a jornalistas na entrevista coletiva em Londres. O astro, que está patrocinando o musical com sua companhia, a Tribeca Productions, declarou: “Eu sabia que seria uma ótima idéia adaptar (a música) corretamente para um musical”.

E o próprio De Niro apareceria em um musical? “Se a oportunidade certa aparecesse, tudo é possível”, disse. May e Taylor declararam que o plano original era escrever um espetáculo biográfico. Mas eles  abandonaram a idéia e entregaram o script para o comediante britânico Ben Elton.  Elton tinha terminado de colaborar com Andrew Lloyd Webber no musical “The Beautiful Game”, sobre futebol no conflito da Irlanda do Norte. Então ele embarcou no projeto do Queen.

O comediante apareceu com um musical futurista sobre um mundo onde a globalização dita as regras — todas as pessoas assistem aos mesmos filmes, usam as mesmas roupas e ouvem as mesmas músicas computadorizadas. Os instrumentos musicais foram banidos — mas a resistência cresceu. E é aí que alguns dos mais memoráveis hinos do rock aparecem. “A música do Queen é extremamente teatral”, disse Elton. “Eu tinha esta visão em que ‘Matrix’ encontra lendas do Rei Arthur que encontram ‘Exterminador do Futuro 2″‘.

O espetáculo de estréia foi no dia 14 de maio de 02, na capital britânica Mas será que Freddie Mercury aprovaria?

“Freddie teria amado. Ele era um cara muito teatral”, disse Taylor.


Deixe um comentário: