Mesmo sem Freddie Mercury, show do Queen precisa continuar

Enviada por:
Data: 30/03/2005 01:54:36
Postado em: Queen News

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) – A banda de rock britânica Queen começou sua primeira
turnê desde a morte de Freddie Mercury torcendo para que a força das canções
compense pela ausência de seu carismático vocalista.

Dois dos membros originais da banda subiram ao palco numa casa de shows do
sul de Londres na noite de segunda-feira, acompanhados por Paul Rodgers, a quem
coube a tarefa ingrata de tentar preencher o vazio deixado por Freddie, morto em
1991.

Os 4.700 fãs presentes não pareceram se incomodar quando Brian May, na
guitarra, e o baterista Roger Taylor apresentaram clássicos do Queen como "I
Want to Break Free" e "Fat Bottomed Girls", terminando com a inspiradora "We Are
the Champions".

O baixista John Deacon optou por não acompanhar a banda na turnê, que está
começando com shows na Europa e depois irá para o resto do mundo.

Os membros sobreviventes do Queen vêm fazendo shows desde que Freddie Mercury
morreu de Aids, e, no início deste mês, se apresentaram na África do Sul. Mas
esta será a primeira turnê deles desde que o bombástico Freddie Mercury se
apresentou para mais de 100 mil fãs em Knebworth, Inglaterra, em 1986.

Levando em conta a popularidade eterna do roqueiro morto, a turnê foi
batizada de "Queen + Paul Rodgers", e Brian May fez questão de observar que
Rodgers não vai tentar imitar ninguém.

"Eu era contra a idéia de colocar alguém ali que tentasse tomar o lugar de
Freddie", disse o guitarrista.

O fã inveterado Phil Stanyer, enquanto esperava para o show começar no
Brixton Academy, comentou: "Seria melhor se Freddie estivesse aqui, mas é a
música que nos faz continuar a vir. É como dizem: o show precisa continuar."

Muitas salas de bate-papo na Internet se encheram de fãs que defenderam a
decisão da banda de fazer a turnê, mas também houve quem discordasse.

"Queen 1991, Freddie 1991. Descansem em paz", dizia um comentário.

QUEEN CONTINUA VIVO

Com sucessos que incluem "Bohemian Rhapsody" e "The Show Must Go On", o Queen
é uma das bandas de maior sucesso da Grã-Bretanha, tendo vendido mais de 150
milhões de discos em todo o mundo desde o início dos anos 1970.

Apesar da morte de Freddie Mercury, ela continuou a fazer sucesso, lançando
álbuns de compilações, recebendo prêmios e figurando no musical "We Will Rock
You", que está em cartaz em Londres há mais de dois anos.

A banda fará 32 apresentações na Grã-Bretanha e na Europa, e seus empresários
disseram que, depois disso, a turnê irá para o resto do mundo.

O Queen não é a primeira banda a tentar reviver após a morte de seu membro
mais famoso.

O grupo norte-americano The Doors tentou fazer o mesmo após a morte de Jim
Morrison por parada cardíaca, em 1971, e o grupo australiano INXS disse que vai
procurar um substituto para Michael Hutchence, encontrado morto num quarto de
hotel em 1997, com a ajuda de um programa de TV-realidade.

Agradecimento: Rick

Fonte:

Uol





Deixe um comentário: