RT – Musical não é ao que eu me dedicaria o resto de meus dias

Enviada por: Administrador
Data: 28/02/2004 12:32:30
Postado em: Queen News

Veja abaixo a entrevista que Roger deu em Moscou!

O baterista Roger Taylor respondeu as perguntas de Boris Barabanov em Moscou:

BB: We Will Rock You é muito falado aproximadamente como um grande espetáculo,
com efeitos surpreendentes e grandes músicas do Queen. Eu assisti o musical no Dominion Theatre e, claro que, teve meu aplauso. Mas, além do espírito do clássico rock’n’roll, eu sentia também a ironia triste que Ben Elton colocou no espetáculo.

RT: No meu ponto de vista, Ben achou uma direção muito correta neste espetáculo. Ele deveria entreter o público e deveria contar coisas muito
sérias ao mesmo tempo. Claro que, o objetivo
principal dele é a falta de espiritualidade na arte programada. Todos essas bandas, absolutamente de pessoas talentosas… Ele escarnece tudo o que os canais de TELEVISÃO nos dão, todas essas estrelas artificiais e produtores que esqueceram que música deveria ter coração.

BB: Sim, há piadas muito cruéis sobre bandas dentro seu musical. Mas isto não o impediu de gravar We Will Rock You com o Five… E agora, há o comercial de Pepsi, quando esta canção é cantada por Britney Spears, Beyonce and Pink…

RT: (Risos) Todos nós podemos cometer erros. A propósito, todas essas coisas foram idéias de Brian…

BB: Por este ano, The Darkness recebeu três Prêmios Britânicos.
Claro que, eles imitam o Queen de muitas formas, eles são chamados até mesmo ” O novo Queen ” você pensa neles como uma paródia ou a música deles também lhe parece interessante?

RT: Claro que, é um projeto de paródia em algum senso. Mas eu penso que eles levam a música deles seriamente. E, com isso, não se levam muito a sério. Eu gosto da aproximação deles. Isso é um grupo bom, mas eles são caricatos, não é fácil os entender. Eles refrescaram muito o music biz, mas eles não foram aceitos imediatamente no jogo. Nenhuma companhia quis os assinar. E aqui eu quero dizer que as gravadoras não sabem nada. E o público sabe tudo. E o público sempre está alguns passos à frente do negócio. Havia a mesma história com o Queen! As revisões de nossas primeiras gravações eram terríveis! Depois de todos esses anos, eu ainda digo: deixe o público se decidir. Na realidade ainda prevalecerá em cima todos os preconceitos empresariais.

BB: The Darkness não é o único grupo cujo sucesso está baseado nos ombros dos gigantes passados. The Thrills, Kings Of Leon, The White
Stripes – todos eles usam as idéias de sua geração de algum modo ou outro. Há alguma música realmente nova hoje, de seu ponto de
vista?

RT: Claro que, há. Os rapazes ingleses muito interessantes Elbow. Também há alguns grupos bons na América, inclusive esse nu metal tocando. Mas constantemente são utilizadas idéias na música e são recicladas. E você está certo, versões novas do que foi em 70, em 60, aparecem de vez em quando.

BB: Então, é errado dizer que rock’n’roll está morto?

RT: Não, está muito mais que vivo. Por exemplo, o Rock teve seus tempos ruins nós sobrevivemos os 80 apenas. E agora, há muito muitos grupos bons. Ao redor de mim, eu vejo muitos talentos… e muitas “merd*s”.

BB: Eu ouvi que há uma idéia de uma sequência do WWRY Musical, isso será organizado no Dominion Theatre, e a primeira parte será movida para um hall menor.

RT: Eu ouço também freqüentemente tal fala. Ben Elton tem tantas idéias na cabeça dele, todas elas são muito interessantes. Mas antes de nós os trazermos a vida, nós teremos que fazer muitas coisas com o espetáculo atual. Vários países se preparam organizar o We Will Rock You. Isso é um trabalho muito grande. E, para ser honesto, o teatro musical não é a coisa eu dedicaria o resto de meus dias. Agradeço a Deus que WWRY não é um típico musical, desafiou todas as leis do gênero. Caso contrário, eu não estaria tão interessado, eu
não sou um grande fã dos espetáculos onde os heróis falam, falam novamente e então de repente começam a cantar. Isso foi interessante à geração de meus pais. Não, realmente, eu sou mais entusiasmado com a idéia de que eu posso gravar várias canções novas ou posso viajar. E We Will Rock You é uma coisa onde nós aprendemos muito, e nós deveríamos avançar com isso.

Fonte: Brianmay.com




Um comentário:

  1. “…eu sou mais entusiasmado com a idéia de que eu posso gravar várias canções novas ou posso viajar”

    Mas por que eles não fazem logo isso? 🙂

  2. Clara_Mercury em 28/02/2004 às 9:55

Deixe um comentário: