Crítica do New York Times sobre o show em New Jersey

Enviada por:
Data: 25/10/2005 08:53:45
Postado em: Queen News

 

Por
KELEFA SANNEH
Publicado: Outubro 18, 2005
EAST RUTHERFORD, N.J., Oct. 16 –

Eles vieram armados com moedas comemorativas de 10 dólares. Eles vieram
armados com baquetas souverirs de 40 dólares; Eles vieram armados com
jaquetas da turnê de 250 dólares (talvez seja a hora de uma nova lei,
durante concertos de rock cada  máquina A.T.M. deve está conectada com um
respirador. E eles vieram armado, também, com um novo cantor.
new lead singer.”

" Você nunca quis ouvir o cara do " Feel like making love" tentando cantar
os grandes hits do QUeen? Na verdade, não se aborreça respondendo. Já está
acontecem, sem se importarem".

No domingo a noite no Continental Airlines Arena foi fechado para a primeira
performance do grupo Queen + Paul Rodgers.  Catorze anos depois da morte do
seu glorioso e esquisito cantor principal, Freddie Mercury, o grupo – o que
deve se dizer, o novo –  retornou em duas versões diferentes. Se você quer
Queen, o rock opera, você pode ir ao Le Théâtre des Arts, na vila francesa
conhecida como Paris Las Vegas, lar do musical temático do Queen, ”We Will
Rock You.” E se você quer Queen, a banda, você pode ir ao  Hollywood Bowl
no Sábado,  para o segundo show de Queen + Paul Rodgers nos Estados
Unidos.”

”Este show basicamente chocante de blues que sempre teve sua parte –
somente com o apelo do Queen.
”Killer Queen” não foi notavelmente jogada fora, e para ”Bohemian
Rhapsody,” Sr. Rodgers sabiamente deixou a voz de Mercury’s cantar a maior
parte . A banda simplesmente jogou uma atrás do outro  um hit rock para se
cantar junto( através de haver algo sublime ao ouvir milhares de pessoas
cantando Radio Gaga, guiada por um cantor que ama o coro das maiores linhas
do refrão repetindo-as.Não contente com a promessa, "we will rock you," Sr
Rodgers também avisou os ouvintes, " You can’t stop the Rock". (Você não
pode parar o Rock).

"Enquanto os fãs esperavam por ”We Are the Champions” (que veio por
último), eles também tiveram que ouvir alguns hits das bandas antigas do Sr
Rodgers,  Free (”All Right Now”) e Bad Company. Ele ainda cantou seguido
pela boa compania do Queen. Com suas calças de couro e camisa tanquinho
branca e cabelo batido, ele me lembrou vagamente  Danny Bonaduce, somente um
pouco menos musculoso e muito menos sociopata. (Embora até Sr. Rodgers entre
nos seu próprio reality show,como nós podemos saber ao certo?)”

”Mercury era muitas coisas mas raramente se foi nulo, nesta maneira, só
restou, Sr Rodgers às vezes sair  do seu antecessor . E algum dos  melhores
canções a serem performizadas vieram dos musicos . Roger Taylor, o
baterista, pegou o microfone para fazer uma versão frágil de
”These Are the Days of Our Lives.” E antes dele cantar "Love of My Life,”
o guitarrista Brian May disse, ‘O home que deveria estar cantando essa música não está aqui.” De certo ele não estava falando do Sr. Rodgers.”

”Não é necessário dizer, este foi uma noite profundamente boba e as vezes sacal, apesar dos membros da manda parecerem se mover junto com o entusiasmo da multidão."
”Eu acho que este é um momento ocasional", disse Sr. May. Realmente? Um momento ocasional? Ele quis dizer isso? ou ele apenas rejeitando que sua banda profundamente e abaladamente e às vezes usando charme para acreditar que não é de outra forma?”

FONTE:
http://www.nytimes.com/2005/10/18/arts/music/18quee.html





Deixe um comentário: