Matéria: Vida longa à rainha

Enviada por: Alexandre Portela
Data: 25/04/2011 14:48:52
Postado em: Queen News

Pérolas, discos belíssimos, dignos da realeza, recheados por canções impagáveis e imortais. É disso que se trata a discografia do lendário grupo britânico Queen.

Quarenta anos após o surgimento da banda, a gravadora Universal resolveu relançar e colocar nas prateleiras os álbuns do quarteto. A primeira leva traz os cinco primeiros discos do grupo londrino: Queen (1973), Queen II (1974), Sheer Heart Attack (1974), A Night At The Opera (1975) e A Day At The Races (1976). Cada álbum custa em média R$ 37.

Mas não se trata de um relançamento qualquer. Remasterizados, eles chegam em edição dupla, com EP bônus recheado de raridades e encarte que traz, além de belas fotos, letras das canções e informações extras.

O restante da discografia, que totaliza 15 discos, será lançada em duas etapas. Em junho chegam às lojas os discos News Of The World, Jazz, The Game, Flash Gordon – trilha sonora do filme  homônimo – e Hot Space, que abrangem a discografia da banda entre 1977 e 1982. Em setembro serão disponibilizados os trabalhos The Works, A Kind Of Magic, Innuendo e o póstumo Made In Heaven.

O encontro do vocalista Freddie Mercury com o brilhante guitarrista Brian May, mais o baixista John Deacon e o baterista Roger Taylor, não resultou apenas no surgimento de uma banda de rock. Do encontro, os músicos romperam barreiras e criaram um novo rumo para o estilo.

As belas harmonias vocais e os arranjos cuidadosos já começavam a despontar no álbum de estreia e, ainda que timidamente, o Queen já mostrava o rumo a ser tomado ali.

Já no disco seguinte a banda realmente definiu sua linha musical. Mais arranjos vieram a partir daí. As vozes sobrepostas de Mercury, junto aos coros de May e Taylor, sempre enriquecidos pelas belas melodias do baixo de Deacon, viraram marca registrada do Queen.

Ponto alto da rica discografia é A Night At The Opera. O quarto álbum do grupo é um dos mais ricos da história da música. Dele saíram canções majestosas como Death On Two Legs (Dedicated to…), I”m In Love With My Car e Bohemian Rhapsody.

A Night At The Opera disputa entre os melhores do grupo com o álbum A Day At The Races, lançado no ano seguinte. Foi no período que envolve o lançamento desses dois álbuns, que a banda fez canções grandiosas, com arranjos ousados e magníficos, eternizando seu nome.

Como não bastasse, os relançamentos estão bem recheados por bônus para lá de especiais. Versões demo, gravações ao vivo, como Now I”m Here, registrada no teatro Hammersmith, em Londres, em 1975, apimentam ainda mais a obra. Não ficaram de fora gravações feitas para a rádio BBC, assim como versões instrumentais.


Fonte: www.dgabc.com.br





Deixe um comentário: