De Ozzy a Sandy e Junior: curiosidades de bastidores históricos do Rock in Rio

POR Pedro Moraes

Para receber as estrelas do Rock in Rio, a equipe de produção precisa se desdobrar com as exigências de tantos artistas. Nas três edições cariocas do festival, o produtor Amin Khader foi escalado para cuidar dos camarins e paparicar os músicos. Em 2001, a produtora Ingrid Berger dividiu a responsabilidade com ele e, desde então, é a responsável pelos bastidores do evento. “O mais difícil neste Rock in Rio vai ser o Axl Rose, ele é uma incógnita. Já o Elton John, que é conhecido por ser extravagante, chega sempre bem low profile”, diz Ingrid. Da primeira edição, em 1985, para cá, muita coisa mudou. “No primeiro dia, fomos lá e montamos tudo. Éramos eu, sete garçons e dois intérpretes”, lembra Amin. Mesmo com uma logística organizada em detalhes, tudo pode acontecer na Cidade do Rock. Em 2001, o estoque de comida previsto para atender ao backstage por uma semana acabou no primeiro dia. “Os caras passavam o som e ficavam lá o dia todo. Planejamos que eles ficariam no camarim apenas cinco horas”, lembra Ingrid, que, assim como Amin, contou a QUEM algumas das histórias de camarim do Rock in Rio.

QUEEN, 1985
  • Freddie Mercury exigiu uma garrafa de saquê aquecido a 20°, dez garrafas de uísque Johnnie Walker Black Label e cinco garrafas de uísque Royal Salute.
  • Os artistas brasileiros tiveram que ser levados para dentro de seus camarins para que o líder do Queen passasse pelos corredores.
  • Um contêiner inteiro servia para guardar as roupas de Mercury.
  • “Minutos depois que entrou no camarim, ele quebrou tudo. Jogou mamão no teto e o fogareiro do saquê estava botando fogo no carpete”, conta Amin, sobre o líder do Queen.

Matéria completa aqui

Fonte: http://revistaquem.globo.com

manu92

Meu nome é Emanuella Gomes. Sou de Fortaleza - CE, mas moro no município de Maracanaú - CE. Faço bacharelado em Ciência da Computação no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Maracanaú. Ouço as músicas do Queen desde o ano de 1998 e tornei fã em 2004. Participo do Queennet desde o ano de 2005. Meu álbum favortito é "A night at the Opera" (1975) e a música favorita é "Bohemian Rhapsody" . Gosto de todos os integrantes, mas tenho uma 'quedinha' pelo Roger Taylor, não só pelo seus olhos azuis como também por seu lado engajado, demonstrado em letras de músicas, como "Nazis" e "Surrender". Ainda bem que o Queennet e as redes sociais possuem capacidade de fazer amizade com outros fãs e compartilhar informações sobre a nossa banda amada. Vida longa ao Queennet! GOD SAVE THE QUEEN!

Outras notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.