Amigo e braço direito de Freddie Mercury vem ao Brasil conversar com fãs do Queen

Livro traz 37 fotos de Mercury com amigos em festas animadas

O inglês Peter Freestone, autor de “Freddie Mercury – Memórias do Homem que o Conhecia Melhor”, visitará o Brasil em abril para conversar com os fãs sobre o líder do Queen, que morreu em 24 de novembro de 1991, em Londres, aos 45 anos, de Aids.

Ele foi um dos amigos mais próximos do cantor, para quem trabalhou como assistente pessoal durante 12 anos.

“Fui faz-tudo, garçom, mordomo, criado pessoal, secretário, copistas, camareiro, babá (sendo ele o bebê) e conselheiro sentimental. Fazia compras para ele tanto em supermercados quanto nos mercados de arte. Viajava pelo mundo com ele e estive presente nos altos e baixos. Vi os fluxos de veios criativos como também a frustração de quando a vida não estava indo bem. Agi como seu guarda-costas quando foi necessário e, no final, é claro, fui um de seus enfermeiros”, escreve Freestone no livro.

“Freddie Mercury – Memórias do Homem que o Conhecia Melhor” foi lançado em 2009 no Brasil pela editora Madras, que anunciou, nesta sexta-feira (26), que Freestone estará em São Paulo no próximo dia 10 de abril, às 15h30, conversando com os fãs na av. Paulista, 509, perto da estação Brigadeiro do Metrô.

Segundo a Madras, a conversa vai contar com a presença dos fãs representantes de Mercury no Brasil, como Lady Taylor, Lucas Marques, Antonio Henrique Seligman, Ana Queen e ó sósia Roberto Mercury.

Neste ano, a editora Planeta também lançou uma biografia sobre o líder do Queen. “Freddie Mercury” foi escrito pelo jornalista Selim Rauer, nascido em Paris. A obra traz 11 fotos de Mercury principalmente no palco ou em camarins.

Já “Freddie Mercury – Memórias do Homem que o Conhecia Melhor” tem mais fotos (37), mas as imagens são mais pessoais com o vocalista da banda em situações mais privadas, como em festas com amigos, dividindo uma banheira quente com outros três colegas, cortando o cabelo. Uma das imagens, de 1981, mostra Mercury na cama, comendo em uma tigela, hipnotizado pela atitude blasé de seus dois gatos. O título da obra cintila como um letreiro. Há ainda um epílogo em homenagem a Michael Jackson, um ícone tão pop quanto Freddie Mercury. No texto, o autor descreve o encontro dos dois, detalhes como o pedido por um cinzeiro para Freddie depositar as cinzas do seu cigarro. Não havia cinzeiro na mansão de Michael.

“Freddie Mercury – Memórias do Homem que o Conhecia Melhor”
Autores: Peter Freestone, David Evans
Editora: Madras
Páginas: 272
Quanto: R$ 39,90
Onde comprar: 0800-140090 ou na Livraria da Folha

Fonte:  http://noticias.bol.uol.com.br

Outras notícias

There are 7 comments

  1. O pessoal do Queennet vai estar tambem? É uma oportunidade para os fãs se conhecerem. Não vi nada se precisa reservar e informações sobre preço, etc. Se alguem souber…

    Responder
  2. Há uma informação errada a respeito daquela foto do Freddie com os gatos. Ela obviamente não é de 1981. Ele está de barba e no Garden Lodge. Ela deve se de 1989 ou 1990, com mais chance para o primeiro ano.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.