Rob Halford cita Freddie Mercury em entrevista

Enviada por: Alexandre Portela
Data: 18/10/2011 00:58:55
Postado em: Queen Outros

O pessoal do Loudwire recebeu a presença do frontman do JUDAS PRIEST  Rob Halford e o baixista Ian Hill, para uma entrevista realizada em Nova York. Durante o bate-papo de 30 minutos, os músicos responderam perguntas enviadas pelos seguidores do Loudwire no Facebook. Halford e Hill responderam às perguntas dos fãs com muitos detalhes e profundidade.

Joe de Connecticut pergunta: No trabalho inicial da banda, se percebe uma grande influência de BLACK SABBATH. Com o desenvolvimento do som de vocês ao longo dos anos 70, vocês sentiram que também estavam servindo de inspiração ao Black Sabbath, quando eles começaram a tocar mais rápido – especialmente na época de Dio?

Halford: Eu não penso assim. O fato de que nós tenhamos vindo do mesmo lugar provavelmente fazem com que algumas pessoas vejam isso como um crossover ou influência. Pelo fato das duas bandas tocarem metal, existe uma certa conexão. Ambas tem riffs, não é? Mas em alguns outros elementos, somos totalmente distintos. Eu acho que o Sabbath tem um som e um estilo único ao que o Priest faz. Se você colocar um álbum de Black Sabbath, você dirá: “Isso é Black Sabbath”, mas se você colocar um album do Priest: “Opa, isso definitivamente é Judas Priest”, então há uma diferença, a única semelhança é que ambas vivem no mesmo mundo do heavy metal.

Hill: Naquela época, tudo era muito experimental, de qualquer forma, por volta dos anos 60 e início dos anos 70, o metal nem sequer existia, era chamado de outras coisas como rock progressivo, blues progressivo ou rock pesado. Tudo estava em um núcleo e tudo era muito igual, mas depois as pessoas começaram a mostrar suas identidades, tomando uma nova direção. Todo mundo encontra sua própria saída, basta ser talentoso e bom o suficiente.

Halford: Você tem que ser original. Ninguém quer uma imitação.

Eddie de Alabama pergunta: Qual álbum que vocês mais gostaram de fazer?

Halford: Gostamos de todos, mas na minha perspectiva quando você faz o seu primeiro registro é mais divertido, porque você não está sob pressão ou stress. Você não precisa tentar ser melhor do que ninguém, basta fazer o seu melhor dentro do estúdio. Quando você se torna bem sucedido a pressão começa a aparecer, mas quando você está fazendo seu primeiro disco, rola aquele sentimento de calma, sem preocupações com o que você está fazendo.

Hill: É verdade porque em seu primeiro álbum, geralmente o seu repertório inteiro vai ser só deste disco (risos). Você está gravando as músicas que te farão entrar no negócio. As pessoas dizem que o segundo álbum é o mais importante porque você tem menos tempo para compor, porque você vai estar ocupado fazendo a tour do primeiro álbum.

Robert T. pergunta: Rob, sempre é mencionado que você é um dos vocalistas mais talentosos na música. Quais outros vocalistas você considera ter um grande talentoso?

Halford: Obviamente pessoas que conheço, amigos como Robert Plant, David Coverdale e Roger Daltrey. Pessoas que eu admirou um bom tempo como David Bowie e Freddie Mercury. Mais recentemente, Corey Taylor do SLIPKNOT, ele tem uma grande voz quando não está fazendo essas coisas (Halford imita um vocal gutural). A vocalista do STAIND, Aaron Lewis, Phil Anselmo, ele cantando “Cowboys from Hell” – grande voz. Agora quando há mudanças nos vocais? Como fazem os caras do LINKIN PARK.

É engraçado porque você ouve um monte de vocalistas bons, mas agora, você vê que tem dois vocalistas, ou um só fazendo as duas coisas. Eles cantam com uma voz doce e melódica, e do nada, eles vão para o que chamamos de “voz de cachorro” – e isso não é legal. Eles cantam suavemente e depois começam a gritar (Halford imitando vocal gutural novamente). É um estilo muito incomum de música, mas agora muitas dessas bandas estão fazendo isso porque esta na moda. Eu gosto de ouvir um vocalista cantar. Eu gosto de ouvir o que eles estão cantando sobre a melodia e as notas, porque é quando você demonstra o seu estilo e caráter.


Fonte: http://whiplash.net
Dica de: Roberto Mercury





Deixe um comentário: