Recordar é viver ou… ganhar um dinheirinho

Enviada por: Alexandre Portela
Data: 18/03/2012 19:01:39
Postado em: Queen Outros

RIO – A Creedence Clearwater Revisited se apresenta domingo no Citibank Hall, no Rio. Os mais desavisados podem achar que se trata da banda que estourou nos anos 1960 com hits como “Have you ever seen the rain?”. Não é. Com uma mudança no nome que para alguns passa despercebida, Stu Cook e Doug Clifford, respectivamente o baixista e o baterista originais do Creedence Clearwater Revival, estão na estrada desde 1995, numa espécie de tributo ao grupo. Mas a nova formação não conta com John Fogerty, que é o dono da voz marcante e o compositor dos maiores sucessos da banda. Coincidência ou não, o anúncio da banda na página da casa de shows traz apenas o nome Creedence Clearwater. Não é um caso isolado na música pop. Várias outras bandas famosas voltaram à ativa sem a presença de integrantes importantes, dividindo a opinião dos fãs. Veja abaixo.

BeatlesAté mesmo os Beatles seguiram por um período sem um de seus integrantes originais. Em 1964, em meio à sequência de shows que o grupo vinha fazendo, Ringo Starr sofreu uma grave infecção de garganta. Para evitar que os compromissos fossem descumpridos, os outros três integrantes tiveram que aceitar um substituto. O sortudo foi Jimmy Nicol (ele está na foto da direita), que tinha apenas 24 anos e viveu a experiência de ser um beatle por um breve período. A passagem do músico acabou mais tarde resultando no título de uma canção do disco “Sgt Peppers”, “Getting Better”. Sempre que perguntavam para Nicol como ele estava se sentindo, ele respondia: melhor a cada instante.

The Doors Em 2002, os ex-membros do The Doors Ray Manzarek (é ele na foto da direita) e Robby Krieger recrutaram o vocalista do The Cult, Ian Astbury, e saíram em turnê como The Doors of the 21st Century. O baterista original do grupo, John Densmore, não gostou da história e entrou com um processo judicial para impedir que o nome fosse usado. Com o apoio família de Morrison, ele acabou ganhando o processo, e seus ex-companheiros de banda tiveram de mudar o nome do projeto para “Riders on the Storm”. Atualmente, depois de várias mudanças no nome e na formação, o grupo segue batizado como “Manzarek, Krieger”, e tem Dave Brock, ex-vocalista de uma banda tributo ao Doors, nos vocais.

Lynyrd Skynyrd O grupo americano Lynyrd Skynyrd, famoso por hits como “Free Bird” e “Sweet Home Alabama”, teve um fim trágico no auge, em 1977, depois que o vocalista e compositor Ronnie Van Zant e outros membros morreram num acidente aéreo. Então, dez anos depois, integrantes remanescentes resolveram reativar a banda. Para a vaga deixada por Ronnie, eles chamaram Johnny Van Zant, seu irmão mais novo. O grupo teve algumas mudanças em sua formação e continua em atividade até hoje. No ano passado, foi uma das atrações do Festival SWU, em Paulínia.

Thin Lizzy O grupo irlandês Thin Lizzy teve inúmeras formações durante os anos 70 e 80, mas sempre com a liderança do baixista e vocalista Phil Lynott, que morreu em 1986 por complicações de saúde causadas pelo uso contínuo de drogas. Em 1996, o guitarrista John Sykes, que participou da fase mas pesada da banda, resolveu reativá-la para fazer uma homenagem à vida e à obra de Lynott. Desde então, não pararam mais. Sykes abandonou o projeto em 2010, e, para seu lugar entraram o guitarrista Vivian Campbell e o vocalista Ricky Warwick.

Queen O Queen resolveu ir em frente mesmo sem Freddie Mercury e John Deacon. Em 2005, Brian May e Roger Taylor saíram em turnê com o vocalista Paul Rodgers. Para não parecer que estavam substituindo Mercury, batizaram o projeto de Queen + Paul Rodgers. O projeto rendeu um CD com inéditas, “The cosmos rocks”, e, quando parecia que ia deslanchar de vez, Paul Rodgers se demitiu para voltar ao Bad Company. Em fevereiro, o grupo anunciou que voltará, com Adam Lambert – segundo colocado da edição 2009 do “American Idol” – nos vocais. A primeira apresentação da Queen + Adam Lambert será no festival britânico Sonisphere, em julho, em Knebworth.

 

Fonte: www.yahoo.com.br





Deixe um comentário: