BBMDA encerra suas atividades

Enviada por:
Data: 08/06/2005 17:57:35
Postado em: Queen News

O guitarrista Brian May serviu £1 milhão aos serviços de sangue pelo país e a intituiçao da qual ele é um protetor fechou suas portas pela última vez.

Brian foi incansável por mais de 15 anos e regravou Who Wants To Live Forever para levantar dinheiro. Mas a instituição que mantinha um registro de potenciais doadores de medula óssea para pacientes de leucemia está finalmente fechando suas portas depois que sua função vital foi assumida pelo NHS.

Por sua angariação de fundos, o BBMDA decidiu dividir £1 milhão que tinha em seus cofres entre os Serviços Nacionais de Sangue da Inglaterra, Gales e Irlanda Do Norte.

Falando à apresentação no Serviço Nacional de Sangue no north west London, May disse que a instituição deveria estar orgulhosa de tudo que alcançou.

“Foi inacreditavelmente importante porque antes não havia um registro específico e durante os últimos 18 anos cresceu e cresceu.

“Eu não tinha idéia que poderia haver uma doença para qual havia uma cura mas que a cura não pôde alcançar às crianças.”

May foi envolvido nos recentes anos 80, quando Denise Morse pediu que Who Wants to Live Forever fosse tocada em seu funeral.
A regravação da canção lançada em 1989 arrecadou £150,000 para a instituição.

Um dos fundadores da instituição Malcolm Thomas, que perdeu sua filha Alex para a doença, envelheceu 10 anos, disse o Governo que assume que o registro tinha sido a meta deles a longo prazo.

“Foi uma luta longa e emocional mas isso tudo teve seu valor,” ele disse. “Se minha filha Alex estivesse viva hoje, ela teria achado um doador nos registros que nós ajudamos a construir e que pelo menos dá a mim e a minha família um pouco conforto.”

O co-fundador John Humphries, no qual o filho achou um doador e sobreviveu a leucemia, somou: “Nós podemos agora dizer que o trabalho foi feito na instituição.”
May que apresentou os três cheques distintos está indo brevemente a Noruega onde ele se apresentará em outro concerto de Nelson Mandela, ao lado de outros grandes nomes, inclusive Annie Lennox.

Refletindo sobre o Live 8, comandado por Bob Geldof, ele disse: “Eu acho que o Live 8 já fez uma diferença antes que quaisquer dos shows tenha acontecido.

“Mr Geldof, Sir Bob–você já triunfou novamente.”




[URL=http://brianmay.com]brianmay.com[/URL]





Deixe um comentário: