As 10 Maiores Vozes – Freddie em 1º

Enviada por: Alexandre
Data: 07/10/2010 19:22:18
Postado em: Queen News

10 – STEVEN TYLER   |   09 – MARVIN GAYE   |    08 – ROD STEWART   |   07 – ELTON JOHN    |   06 – FRANK SINATRA
05 – STEVIE WONDER   |   04 – RAY CHARLES   |   03 – MICHAEL JACKSON    |   02 – ELVIS PRESLEY
01 – FREDDIE MERCURY

Freddie Mercury nasceu em Zanzibar, uma ilha próxima à costa leste da África, em 5 de setembro de 1946, tendo sido batizado como Farokh Bulsara. Aos oito anos foi mandado para a St. Peter Boarding School, uma escola inglesa perto de Bombain, na Índia, onde começou a ser chamado Freddie pelos colegas. Foi lá também que formou sua primeira banda – The Hectics. Afeito aos esportes, tendo sido campeão de tênis de mesa aos dez anos de idade, mas principalmente apaixonado pelas artes, ele decidiu entrar para o Ealing College of Art em setembro de 1966, a fim de seguir um curso de ilustração gráfica. No Ealing, ele se tornou amigo de Tim Staffell, vocalista e baixista de uma banda chamada Smile, cujos demais componentes vinham a ser Brian May e Roger Taylor.

O contato com o Smile acendeu em Freddie a vontade de fazer parte de um grupo de rock. Ele passou por algumas bandas que tentavam encontrar espaço no cenário musical londrino: Ibex, Sour Milk Sea e Wreckage, mas quando Tim Staffell resolveu sair do Smile para formar um novo grupo, Freddie não pensou duas vezes para se unir a Brian e Roger. Um pouco antes do lançamento do primeiro disco do Queen, ele decidiu mudar seu sobrenome para Mercury. Ainda em 1970, Freddie conheceu Mary Austin, gerente da butique Biba no bairro de Kensington. Os dois começaram a namorar no ano seguinte, numa relação que durou até quase o final da década de 70, quando Freddie assumiu sua bissexualidade. Apesar disso, Mary continuou sendo sua melhor amiga e pessoa de confiança.

Embora a maior parte de sua carreira se confunda com a do Queen, Freddie Mercury também lançou alguns trabalhos solo: os LPs Mr. Bad Guy (1985) e, com a diva Montserrat Caballé, Barcelona (1988), e participou do musical Time, de David Clark. Aficcionado pelo balé, chegou a fazer uma apresentação beneficente, dançando Bohemian Rhapsody com o Royal Ballet de Londres, em 1979. Tanto o balé como a ópera foram elementos fundamentais no desenvolvimento de sua performance, e a verdade é que Freddie nunca deixou de se aperfeiçoar.

Diz o guitarrista Brian May que, mesmo quando Freddie já estava muito doente, “sua voz, miraculosamente, se tornava cada vez melhor”. Ao falecer, em 24 de novembro de 1991, devido a complicações pulmonares provenientes da Aids, o vocalista deixou sua mansão em Kensington e boa parte de sua fortuna para Mary Austin. Músicos e fãs de todas as partes do mundo prestavam suas homenagens pela morte do embaixador do rock, significando o fim de uma era.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=xdCrZfTkG1c]

Para ver a matéria completa Clique Aqui

por Rodrigo Mello

Fonte: www.ifras.com.br




3 comentários:

  1. se eu torço pra um time q vai ser reabiaxado pelo menos torço pra uma vocalista q nem estre nós mais está continua sendo campeão todo ano!!
    Aprende Goias.

  2. Gabriel em 08/10/2010 às 0:41
  3. Freddie é o deus da música e sempre tem que está em 1º lugar.Mas tá faltando gente d + ae nessa lista,não é só pq sou fã tbm dos Scorpions,mais Klaus Meine sobraria entre esses belos músicos.

  4. Gabriel Cardoso em 07/10/2010 às 23:54
  5. MERECIDO!!!
    FREDDIE É INESQUECÍVEL!!!

  6. Emanuella Gomes (man em 07/10/2010 às 19:15

Deixe um comentário: