As homenagens começaram, de Portugal: Freddie Mercury hoje faria 65 anos: a nossa homenagem

Enviada por: Alexandre Portela
Data: 04/09/2011 21:56:03
Postado em: Queen News

Farrokh Bulsara é o nome verdadeiro do conhecido Freddie Mercury. Hoje, 5 de setembro, faria 65 anos se o infortúnio não lhe tivesse batido à porta.


A vida

Freddie Mercury, britânico, era músico, cantor e compositor. Era vocalista de uma das bandas rock mais populares dos anos 70 e 80: os Queen.

Mercury nasceu na ilha de Zanzibar, na altura era uma colónia britânica, hoje pertence à Tanzânia. Este passou a maior parte da sua infância na Índia, onde, aos sete anos, começou a dar os primeiros passos na música ao ter aulas de piano. Muito precoce, aos doze anos formou a sua primeira banda, uma banda de escola chamada The Hectics, onde tocavam covers de artistas como Cliff Richard and Little Richard.

Aos dezassete anos, Freddie e a sua família, mudaram-se para Inglaterra, após terem de ter fugido de Zanzibar por questões de segurança.

Na faculdade licenciou-se em artes e design gráfico, mais tarde, usou estas habilidades para projectar o design dos Queen. Foi na faculdade que também conheceu o baixista Tim Staffell, era seu colega de quarto. Tim tinha uma banda chamada Smile, que tinha como guitarrista o Brian May e baterista o Roger Taylor. Mercury costumava participar nos ensaios. Anos mais tarde, em 1970, Tim, deixou a banda e Freddie acabou por ficar como vocalista do grupo que se passou a chamar Queen. Ainda em 1970, Mercury conheceu Mary Austin, com quem viveu cinco anos. Foi com ela que assumiu a sua orientação sexual – ele era bissexual, os dois mantiveram uma forte relação de amizade até ao fim da sua vida. A música Love of My Life é inspirada em Mary, pois acima de tudo, era o verdadeiro amor dele.

Foi Freddie Mercury qe compôs muitos dos sucessos da banda, tais como, Bohemian Rhapsody, Somebody to Love, Love of My Life e We Are the Champions, todos considerados como um hino e serão eternamente reconhecidos.

O espectáculo ao vivo era lendário, tanto que Freddie era conhecido pela sua performance onde exibia um lado teatral provocando uma grande participação do público. David Bowie chegou a comentar que “de todos os artistas de rock mais teatrais, Freddie foi mais longe do que todos…”.

Uma das atuações mais notáveis foi em 1985, no Live Aid, onde 72000 pessoas aplaudiram, cantaram e dançaram em uníssono. Foi tão aclamada que foi considerada a maior performance ao vivo na história da música rock.

Além do seu trabalho com os Queen, Mercury ainda lançou dois álbuns a solo e alguns singles, foram bastante criticados e não tiveram tanto sucesso como a maioria dos álbuns dos Queen. Gravou também, algumas músicas com o Michael Jackson, mas nenhuma foi divulgada oficialmente.

No dia 23 de novembro de 1991, Freddie Mercury disse “Bem, resolvi confirmar ao público as suspeitas que a imprensa tem levantando há algumas semanas: eu sou HIV positivo, e venho lutando contra esta doença há alguns anos. Espero que daqui para a frente todos se consciencializem e se unam para enfrentar esse terrível mal.” Passado um dia, a 24 de novembro, faleceu à noite na sua casa.

O corpo de Freddie foi cremado e as suas cinzas espalhadas na margem do Lago Genebra na Suíca, por isso não existe nenhum túmulo para que os seus fãs possam homenageá-lo, sendo que o local de culto onde ainda hoje recebe flores é a casa onde faleceu.

Curiosidades

Que Freddie Mercury foi um dos mais incríveis performers do século passado, capaz de deitar ao bolso muitas das actuais divas pop, ninguém duvida! Que era um aficcionado do glamour e da boa vida, também não é segredo.
Mas eis algumas curiosidades sobre o eterno vocalista dos Queen que ainda muitos ainda desconhecem:


•    Freddie Mercury não sabia conduzir.
•    Freddie tinha uma paixão peculiar por gatos. Essa paixão era tão exagerada que, durante o intervalo de gravações do álbum “Innuendo”, chegou a propor uma música homenagem a sua gata, Delilah. O problema é que o baterista,  Roger Taylor, não gostou da música e saiu do estúdio, apenas voltando  no dia seguinte. Mesmo assim, a música homónima ao felino foi gravada.
•    O seu maior sonho, musicalmente falando, era cantar ao lado de Montserrat Caballé, o que acabou por acontecer em 1988, com o álbum “Barcelona”.
•    No anime Cromartie High School, há uma personagem chamada Freddie, que é uma paródia ao vocalista dos Queen.
•    Freddie também aparece no anime Beck – Mongolian Chop Squad, em sonhos dos protagonistas..
•    Freddie nunca se casou com Mary Austin, foram apenas namorados. Mesmo depois de terminarem, continuaram grandes amigos. Grande parte de sua herança foi destinada a ela.
•    Morreu no mesmo dia que o baterista da banda Kiss, Eric Carr.
•    Reza a história que os Queen jamais viajavam juntos de avião. Os quatro integrantes viajavam de dois em dois em aviões separados, porque assim, se o avião caísse, a banda poderia continuar com os outros dois integrantes.
•    John Deacon, baixista da banda, era muito próximo de Freddie, tendo dividido várias composições de sucesso com o cantor. Em homenagem ao amigo decidiu retirar-se do mundo da música após o final dos Queen.
•    A sua bebida preferida era champagne.
•    Era grande admirador de John Lennon.
•    Fã assumido de Freddie, Akira Toriyama, o criador do anime Dragon Ball, fez o professor de baseball de Gohan em homenagem a Freddie.


O que dizia Freddie Mercury?

“Até hoje ainda há quem me pergunte o que eu quis dizer em “Bohemian Rhapsody”. Respondo que não sei, detesto analisar minhas as músicas para os outros…”

“Acho que ser natural e sincero é o que conta…” sobre o segredo de seu sucesso, em 1985

“Bem, resolvi confirmar ao público as suspeitas que a imprensa vem levantando há algumas semanas: eu sou HIV positivo, e venho lutando contra essa doença há alguns anos. Espero que daqui para a frente todos se consciencializem e se unam para enfrentar esse terrível mal.” (a 23/11/91, um dia antes de morrer)

“A minha luva..gostaram dela? Foi um presente do diabo em pessoa!” (ao exibir uma luva cravejada de diamantes, num concerto em 1975)

“Eu não fico parado em casa a ler livros, acho isso uma perda de tempo. Eu quero viver, sem me ficar a preocupar com isto, ou aquilo, ou o que vão pensar de mim. Sabe por que vivo tranquilo? Por que Deus cuida de mim. Ele cuida da minha alma e sabe o que fazer com ela.” 1985

“Eu não serei um astro do rock, serei uma lenda!”

“Eu sou uma prostituta musical, querido.”

“A razão para o nosso sucesso, querido? O meu carisma, é claro!”

“Adoro estar cercado por coisas extravagantes.”

“As pessoas não gostam das minhas entrevistas… Francamente, não estou nem aí para eles.”

“Sempre achei que seríamos grandes… E somos!” sobre os Queen

“Sou amado por milhares de pessoas, mas acho-me o homem mais solitário do mundo.”

“Achei que o grupo só duraria uns cinco anos, e que depois eu ia ser empregada doméstica.”

“Tenho mais amantes que a Elizabeth Taylor, tanto homens como mulheres, mas os meus casos nunca duraram, parece que eu como as pessoas e as destruo.”

“Eu detesto bolsos nas calças. Nem uso meias, nem visto nada por baixo.”

“Eu não tenho a mínima vontade de viver até aos 70 anos, acho que seria chato.”

“Eu gostaria de ser cremado com todos os meus tesouros, como um faraó. Se pudesse, construía uma pirâmide aqui mesmo, em Kensington.”

“Eu não gosto dos meus dentes para fora. Tenho que os arranjar, mas não tenho tempo…fora isso, sou perfeito!”

“Gosto de levar uma vida de extremos, é a minha natureza. Ninguém me diz o que eu devo fazer ou deixar de fazer.”

“Eu sou tão poderoso no palco que parece que criei um monstro.Quando estou no palco sou extrovertido, mas lá por dentro sou um gajo completamente diferente.”

“Muito do que eu faço é representação, como um actor. No palco, finjo que sou macho.Nos vídeo clipes faço várias personagens, sempre a representar.”

“Detesto escrever letras, não sou poeta. Quero um letrista. Mentira!Prefiro fazer tudo sozinho, sou uma puta gananciosa.”

“Quanto maior melhor, em todos os sentidos.”

Ariana Ferreira e Filipa Oliveira
Fonte: http://palcoprincipal.sapo.pt





Deixe um comentário: