Capa Domingueira: (QUEEN) – 10 coisas que você não sabe sobre “Bohemian Rhapsody”

Enviada por: Alexandre Portela
Data: 03/06/2013 15:19:11
Postado em: QN Tube, Queen Outros

A Capa Domingueira é a nova sessão do Blog ROCK CLUB aonde é filiada aos Grupos do ROCK CLUB no Facebook. A Votação da capa acontece de Terça até Sábado e o vencedor é homenageado com um especial no Domingo. 

Faz trinta e sete anos que saiu o single “Bohemian Rhapsody”, uma ópera rock magistral de seis minutos sobre um rapaz que matou alguém, vendeu sua alma para Belzebu e quer saber se Scaramouche pode fazer o Fandango. É um mito? Uma metáfora para um relacionamento falho de Freddie Mercury? Bem, o seu palpite é bom. Foi um trabalho gigantesco para uma banda prestes a se tornar uma das maiores do mundo – e estes são os fatos. Abaixo 10 coisas que você não sabe sobre essa canção:

1. “Bohemian Rhapsody” ficou nove semanas consecutivas 1º lugar no Reino Unido. É a terceira canção que mais ficou em primeiro lugar no Reino Unido em todos os tempos, atrás de “Cara Mia” de David Whitfield (10 semanas, 1954) e “Rose Marie” de Slim Whitman (11 semanas, 1955).

2. O produtor de “Bohemian Rhapsody”, Roy Thomas Baker foi um dos “infelizes” que tentaram produzir ‘Chinese Democracy’ do GUNS N’ ROSES. Foi chutado por ter dado a ideia de o álbum ser guiado apenas pela guitarra. Na visão de AXL ROSE era errado.

3. Scaramouche é um palhaço (personagem da commedia dell’arte) que sempre consegue se esquivar de situações difíceis que se encontra, geralmente à custa de álguem. “Scaramucia”, nome original, significa escaramuça.

4. Foi introduzida a rádio pelo comediante Kenny Everett. Num primeiro momento, ele pensou que era estranhamente longa, mas teve uma mudança de ideia. Ele complementa: “Ela poderia ser de meia hora de duração, e seria a número um por séculos!”

5. Freddie Mercury tocou no mesmo piano que PAUL MCCARTNEY utilizou para “Hey Jude”.

6. EMI no Reino Unido e Elektra no Reino Unido tentaram cortar pedaços da canção. Como Roger Taylor diz: “Disseram que ela era demasiado longa e não iria funcionar. Podemos pensar, “Bem que poderíamos cortar ela, mas ela não faria qualquer sentido”, não faz muito sentido agora e teria ainda menos sentido então; você iria perder todos os humores diferentes da canção. Por isso, dissemos que não.”

7. A canção foi o bebê do Freddie Mercury. Brian May em 2002 comentou: “Ele sabia exatamente o que estava fazendo… nós só ajudamos ele dar vida a ela.”

8. A ópera levou mais de 70 horas para ser concluída.

9. Freddie escreveu toda a canção – incluindo as composições de harmonias – sobre livros e pedaços de papel de telefone, tornando-se um pouco complicado para os outros membros compreender algumas coisas.

10. Após a primeira execução decisiva na rádio, a EMI percebeu que tinha um hit – porém incomum – em suas mãos. Foi o momento em que eles concordaram em liberar o single completo.

 

Fonte: http://blogrockkclub.blogspot.com
Dica de: Roberto Mercury





Deixe um comentário: