The Miracle – Top 5 Capas Horrendas de Discos

Enviada por: Alexandre Portela
Data: 03/06/2012 16:00:13
Postado em: Top Chart

Por Amer H. (http://blogs.pop.com.br)

Eu pessoalmente acredito que a capa de um disco deve transmitir a mensagem que o artista que passar com sua música. Seja ela de amor, tolerância, amizade ou de cavalgar em um tiranossauro robô em um arco-íris espacial… muitos artistas pensam como alunos do colégio entediados na aula de história.

Dito isso, existem muitas capas em que o artista simplesmente perdeu a noção e criou a primeira porcaria que lhe veio a mente. Sem imaginar que tal horror o perseguiria pelo resto da vida.

Assim, decidi separar algumas das piores capas de discos com as quais já me deparei na vida. Fique claro que irei criticar as capas e não os músicos dos álbuns, pois acho que até eles ficaram infelizes com o produto final.

Assim, sem mais delongas, vamos em frente!

Manowar Anthology

Existe um momento na vida de todo guri, que ele entra numa loja de discos, vê um álbum que parece ter saído de um revista em quadrinhos machistóide de fantasia medieval, se apaixona no ato e desembolsa sua suada grana para comprar o dito produto. Ao invés de guardar seus tostões para gastar em algo mais produtivo como cirurgias plásticas que os façam parecer com o Sérgio Mallandro.

Nove em cada oito vezes que isso acontecer, o disco em questão pertencerá ao “Manowar”, banda que sempre teve um fetiche inexplicável em colocar machões besuntados em suas capas, como se isso simbolizasse algo.

Sinceramente, já vi acidentes com petroleiros que tinham menos óleo que esses caras. Se os membros do Manowar um dia resolver nadar no oceano, teremos uma tragédia ecológica de proporções inimagináveis.

Country Church

A primeira coisa que me vem a mente quando vejo esta imagem é: “o que tem de errado com essa família?”

Eles parecem felizes e tal, mas moram no meio do nada… e são quatro marmanjos que permanecem na casa da mãe. Eu sou o único a imaginar um verdadeiro cenário de filme de terror aqui?

Do tipo: os filhos são todos psicopatas canibais, que posam de membros honrados da sociedade, enquanto a noite sequestram e devoram as pessoas que os adoram durante o dia? E aquele celeiro lá ao fundo? O que tem nele? Aposto que são as vítimas desse bando de assassinos sorridentes!

Ok, talvez eu tenha visto filmes de terror demais… mas na hora que os membros do “Country Curch” aparecerem na porta de sua casa, com um serrote e molho de churrasco, vamos ver quem estava com a razão!

Queen – The Miracle

“The Miracle”? Eu vou te dizer o que é um milagre! Que essa capa tenha sido aprovada, pelo amor de John Lennon.

Ok, posso tentar entender a simbologia da imagem. O “Queen” sempre foi uma banda que funcionava como uma… “cooperativa”, por assim dizer. Apesar do que muitos pensam, Freddie Mercury nunca foi o líder do grupo, todos tinham voz ativa nas decisões e isso criou uma unidade e camaradagem entre os membros do grupo que pouco vemos no mundo da música.

E a capa tenta demonstrar isso ao colocar Freddie Mercury, Brian May, John Deacon e Roger Taylor como uma só pessoa.

Mas ao invés de nos passar a ideia de união, a imagem nos faz crer que a banda se envolveu em um trágico acidente com lixo radioativo e agora, transformaram-se no monstro que irá enfrentar Godzilla em seu próximo filme.

Village People – Renaissance

Passada a década de 70, o Village People já não era mais a banda favorita do mundo. Para recuperar seu prestígio, eles então decidiram se renovar.

Como? Aplicando uma maquiagem tão pesada que devia ser a prova de balas, vestindo calças tão justas que nem mesmo oxigênio passaria por elas e fazendo poses tão bregas que nem mesmo Sidney Magal tentaria duplicar.

Apesar da aparência “New Wave” totalmente digna dos excessos da década de 1980, a nova versão do Village People não emplacou. Arrisco dizer que é porque quando as pessoas escutam o nome desta banda, imaginam um índio, um soldado, um militar, um operário e um xerife fazendo dancinhas coreografadas que matariam sua avó de vergonha.

Qualquer coisa diferente disso… não é Village People.

Orion – Reborn

Quem é esse tal de Orion? “Reborn”? Ele ressuscitou? Quando foi que ele morreu?

E por que eu deveria dar a mínima para ele ter ressuscitado?

Não, sério! QUEM É ORION? QUEM SE IMPORTA COM A RESSUREIÇÃO DELE?

E que máscara ridícula é essa? É ela que permite que ele volte dos mortos? É preciso ser cafona para ser imortal? Por que estou perdendo meu tempo questionando algo tão imbecil assim? O que há de errado comigo?

 

Fonte: http://blogs.pop.com.br
Dica de: Roberto Mercury




2 comentários:

  1. A capa do The Miracle, pra mim, e uma das melhores já feitas.

  2. @PauloDias em 10/09/2013 às 13:24
  3. A capa nos passa essa idéia de união sim. 4 cabeças pensantes (ñ apenas uma) trabalhando juntas, formando uma unidade, o QUEEN. Volto a repetir. Se a idéia da capa do álbum The Miracle estivesse em 1 álbum dos Beatles, do U2, do Metallica, por ex, com certeza diriam: "Amazing", "Fantástica", "Maravilhosa", "Sui generis", "Que idéia do karalho". "Extraordinária". "Só o(s) (Beatles/Metallica!U2) mesmo prá ter uma puta idéia dessa!" Mas como a idéia (p/ mim, maravilhosa) foi do Queen!!!!

  4. Clerto Queen em 06/06/2012 às 18:27

Deixe um comentário: