Queen em Estúdio – Rolling Stone

Enviada por: Administrador
Data: 02/05/2008 10:57:36
Postado em: Queen News

Quando Queen participou da sua indução em 2004 no UK Music Hall of Fame, eles pediram ao vocalista do ex-Bad Company Paul Rodgers para assumir a tarefa de inviavelmente de preencher o espaço de Freddie Mercury. “Foi incrível como nossos diferentes estilos encaixaram sem problemas juntos”, diz Rodgers dessa performance. “Nós realmente saímos do palco transtornados com isso e dissemos, ‘Vamos fazer mais alguma’.” Dentro de alguns meses, o grupo híbrido, apelidados de Queen + Paul Rodgers, estava realizando um conjunto composto principalmente de ‘hits’ do Queen (com um punhado de Free e Bad Company polvilhando as músicas) para embalar arenas de todo o mundo. Ensaiando o passado, porém, não era esse o objectivo final. “Eu não quero que nos vejam com velhotes a tocar os hits,” Diz Roger Taylor, baterista do Queen. “Esperamos que [este novo álbum] seja um renascimento criativo para nós.”

No ano passado, Rodgers, Taylor e o guitarrista Brian May, se reuniram no estúdio de Taylor fora de Londres para começarem a gravar o primeiro disco desde 1995 o Made in Heaven. (O baixista do Queen, John Deacon, – que não têm realizado nada com os seus colegas de banda desde 1997 – optou a não sair de sua aposentadoria par ao projeto.)

Como o iniciante, Rodgers teve de reduzir a distância entre seus antecedentes de blues-rock ao luxuoso estilo do Queen, grande som. “Nós estamos aprendendo muito uns com os outros”, diz May. “Quando começamos a falar de harmonias, Paul passou, ‘Oh, realmente?” “Porque não tinha sido a sua coisa. É um mundo novo para ele. “

O primeiro single será provavelmente “C-lebrity”, o que soa como um mash-up do “All Right Now” e da harmonia de “Somebody to love”. Outras faixas incluem “We Believe”, um “épico no tradicional estilo do Queen’s “, segundo a May, e” Call Me “, o que ele diz soar como se encaixassem direito em 1974 no clássico do Queen, Sheer Heart Attack.

O novo álbum, The Rocks Cosmos, é o primeiro que a banda gravou sem Mercury, que faleceu em 1991. “Eu sinto como ele é ainda muito parte da banda,” diz May. “Nós referênciamos ele todos os dias. Ele sempre apreciou realmente o trabalho do Paul. Ele tem um usado isso em mim, no estúdio quando eu tentei fazer lhe cantar coisas do blues. Ele iria dizer, ‘Brian, está tentando me fazer cantar como o foda Paul Rodgers, e eu não posso fazê-lo! “
www.brianmay.com e www.queenonline.com





Deixe um comentário: